ebitda
O que é o EBITDA?

No mundo empresarial são utilizados diversos termos que, muitas vezes, confundem os novos empresários, por não saberem o seu significado. E isto acontece principalmente quando as empresas e empresários começam a pesquisar informações mais analíticas ou com um caráter mais técnico. Por exemplo, se gosta de ler artigos escritos por analistas corporativos, é normal que já tenha visto, mais de uma vez, a sigla EBITDA.

Mas sabe o que ela significa?

Porque se não souber ou ainda não conseguiu entender ao certo a sua aplicação e eficácia, não se preocupe. De seguida, vamos esclarecer algumas das suas principais dúvidas.

Afinal o que significa EBITDA?

EBITDA é a sigla de “Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization”, que significa em português, lucros antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações .

E se ao ler este significado continua confuso, no fundo, o EBITDA é um indicador que, ao eliminar os efeitos das decisões de financiamento, permite analisar e comparar o desempenho e/ou a rentabilidade de uma empresa ou entre empresas.

Isto quer dizer que o EBITDA mostra qual o lucro real das atividades operacionais da empresa. No entanto, é importante salientar que, tal como o nome indica, não são tidos em conta os efeitos financeiros dos juros e dos impostos, as depreciações e as amortizações.

Este indicador ganhou bastante popularidade nas últimas décadas e atualmente é um dos indicadores mais utilizados no mundo corporativo, para analisar e avaliar o desempenho de uma entidade durante um determinado período. Por exemplo, é muito comum ler-se sobre a margem do EBITDA quando o assunto são sociedades não financeiras cotadas.

Contudo, o EBITDA tem levantado alguma discórdia entre vários especialistas, uma vez que é preciso algum conhecimento técnico para perceber exatamente o que está a ser medido e aquilo que fica de fora deste indicador. Para além disso, também é preciso ter noção da sua real utilidade em termos empresariais.

No fundo, é importante esclarecer que não existe um consenso, e que alguns especialistas olham para este indicador com bons olhos e outros não.

Porque é que é importante analisar um indicador como o EBITDA?

Independentemente de alguns analistas gostarem mais ou menos deste indicador, a verdade é que é indiscutível a sua utilidade em determinadas situações. Por exemplo, através do EBITDA é possível calcular a produtividade de uma empresa, ao não estar dependente dos efeitos financeiros. Logo, desta forma, fica mais fácil perceber se o negócio funciona de forma eficiente e produtiva.

Para além disso, este indicador permite uma análise bastante objetiva em relação aos ganhos e as perdas da atividade operacional. E este é um ponto muito importante para perceber a viabilidade de um projeto ou o estado em que se encontra o próprio negócio.

Por fim, o EBITDA também permite comparar a sua empresa com outras, principalmente quando queremos uma análise dentro do mesmo sector. Ao deixar de fora os custos relativos com os impostos que variam de país para país ou custos de amortização, é possível comparar o desempenho das empresas, sem que os efeitos externos à atividade operacional estejam envolvidos. Além disso, também é possível através deste indicador comparar o histórico de uma empresa a longo prazo, de forma a ter uma ideia de quanto tempo será necessário para a mesma prosperar.

Porque é que este indicador não deve ser o único fator para determinar o sucesso ou o fracasso de uma empresa?

Embora o EBITDA seja um excelente indicador a nível universal e extremamente útil, este não deve ser visto como o único pilar de análise para o sucesso ou fracasso de uma empresa. Afinal, não nos podemos esquecer que existem diversas variáveis que ficam de fora desta análise, e são fundamentais para percebermos o estado real de um negócio.

Por exemplo, ao não ser considerado o endividamento da empresa, o EBITDA até pode apresentar um resultado positivo. Contudo, esta análise positiva, pode facilmente não corresponder à realidade se o nível de endividamento da empresa for elevado.

Outro aspecto importante de salientar é que este indicador não considera as mudanças do fundo de maneio, o que pode levar a erros de interpretação em períodos de crescimento.

Por fim, é importante que saiba que o EBITDA pode levar a erros na hora de medir a liquidez real de uma empresa.

Em caso de dúvida sobre apurar o EBITDA, o melhor é pedir ajuda ao seu gabinete de contabilidade

Embora a fórmula de cálculo do EBITDA não seja complexa, a verdade é que nem todas as empresas conseguem facilmente apurar este indicador. Por isso, caso a sua empresa pretenda começar a analisar mais detalhadamente os seus resultados e perceber a viabilidade do seu negócio, o melhor é procurar a ajuda de um gabinete de contabilidade experiente.

Não se esqueça que uma análise mais pormenorizada através de vários indicadores, pode fazer toda a diferença no futuro do seu negócio. Na Mário Moura Contabilidade contamos com mais de 20 anos de experiência a ajudar os nossos clientes a prosperarem no mercado, mesmo em tempos de maior incerteza.

Por isso, se precisar de ajuda, não hesite em contactar-nos. Teremos todo o gosto em ajudá-lo a si e à sua empresa.

Até breve!
Mário Moura Contabilidade